“O Pão por Deus”

 Os alunos entusiasmaram-se e resolveram elaborar trabalhos sobre “O Pão por Deus”, lê aquilo que se passa no nosso país…

Pão por Deus

 O dia amanhecia invariavelmente frio, obrigando a agasalhos e a esfregar as mãos em movimentos rápidos, para que o sangue permanecesse quente e nos transmitisse energia para os movimentos de andar, de ir.

         Era o dia instituído para a dádiva, sobretudo às crianças famintas de iguarias, que saíam dos casebres, ainda estremunhadas do quente das mantas e do bafo dos outros que a habitavam.

         Neste dia, todas as lojas davam alguma coisa, do mais barato, rebuçados, pequenos chocolates, bolachas e biscoitos, castanhas, figos…Fruta. Acompanhados de um Caduco patriarcal, para se portarem bem.

         Os mais tímidos ficam para trás, olhavam o saco vazio, esperavam um grupo maior para se juntarem, a medo. _ Anda!

         Os meninos dos ricos não entravam neste peditório. Nem os pais deixavam, nem eles sentiam motivação. Também os candidatos a ricos, os remediados, não incutiam essa prática nos seus filhos, se algum entrava nos grupos era por curiosidade, por sentir que para eles, era apenas uma brincadeira.

         Lembrar o Pão por Deus, é lembrar a hipocrisia dos mais fortes, o conclúio da região com o estado e com os poderosos. Lembrar o pão por Deus, o peditório das crianças pobres, é uma humilhação à essência do homem na Era da abastança ou é um sinal de crise profunda em todo o estado actual da humanidade…    

 Trabalho elaborado por João Furtado 8º6ª nº 11

    

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s