Entrevista à Professora Helena Farinha sobre o Halloween

A propósito do Halloween, o Clube do Jornal entrevistou a Professora Helena Farinha, Licenciada em Estudos Anglo-Americanos, e a leccionar há 31 anos.

A Professora deu-nos a conhecer um pouco desse Halloween tão “deles”e já tão “nosso”.

– Como Professora de Inglês, com vasta experiência de ensino, consegue explicar-nos o porquê do Halloween ter tamanha receptividade na comunidade educativa?

As crianças e os jovens estão sempre receptivos a novas aprendizagens. Se lhes adicionarmos um toque de magia, o resultado é sempre positivo.
 
– De onde “nasceu” a tradição do Halloween em termos de cultura Anglófona?

Halloween ( ou Hallowe`en) é uma palavra antiga que significa A VÉSPERA DO DIA DE TODOS OS SANTOS. De acordo com a tradição, na noite de 31 de Outubro os fantasmas e as bruxas estão livres. Há muito tempo, as pessoas tinham medo e fechavam-se em casa. Contudo, hoje em dia, esta é uma oportunidade para as pessoas conviverem e se divertirem.
 
– Em Portugal, é recente esta “febre” do Halloween. Consegue explicar-nos um factor ou fenómeno que tenha influenciado a aceitação desta festividade?

Vivemos numa aldeia global. A televisão e a internet resumiram o mundo a um écran. O que se está a passar agora nos Estados Unidos da América, por exemplo, é notícia já, aqui e agora.

Por outro lado, temos a possibilidade de nos libertarmos, também, das barreiras culturais. O conhecimento do “outro” potencia a aceitação e o respeito pelas diferenças. É nestes conceitos que acredito!

Temos, ainda, associada a ideia de festa e as pessoas precisam de exorcizar a pressão do dia-a-dia.

Contudo, temos de contar com o reverso da medalha: estas novidades são aplaudidas pela sociedade de consumo. Mas, se tivermos bom senso, podemos retirar os benefícios e excluir os aspectos obscuros…

– Existem alguns objectos simbólicos ligados ao Halloween: a abóbora simboliza a fertilidade e a sabedoria, as Vassouras simbolizam o poder feminino, etc. Acha que os nossos alunos celebram a festividade com o conhecimento destes símbolos?

Todos os anos recebemos novos alunos. Alguns, já começam a celebrar o Halloween no primeiro Ciclo. Outros, nunca ouviram falar desta festividade. Ao longo do seu percurso escolar e de vida irão ter muitas oportunidades para poderem enriquecer os seus conhecimentos. Por iniciativa própria ou estimulados pelos professores…
 
– Qual foi, para si, o Halloween mais engraçado que dinamizou ou promoveu?

Não é fácil responder a esta pergunta. Já lá vão trinta anos de experiências diferentes… Mas posso dizer que alguns momentos mais divertidos passaram por ver os alunos a tentar apanhar, com a boca, maçãs a boiar dentro de água e rebuçados escondidos dentro de alguidares com farinha. Há fotos “deliciosas” desses momentos absolutamente delirantes!!!! Foram tiradas algumas dezenas nesta escola…

Mas o mais fácil é falar deste ano. Os meus alunos do 6º 5 souberam tirar partido do que os seus professores das várias disciplinas negociaram com eles. Pesquisaram, elaboraram trabalhos escritos, procuraram receitas de abóbora, cantaram, leram histórias em inglês e em português, disseram rimas, fizeram magia, usaram números racionais com abóboras, dançaram coreografias, realizaram trabalhos manuais, trocaram experiências com outras turmas…A “febre” espalhou-se e cada turma celebrou à sua maneira.


 – Os alunos festejam o Halloween entusiasticamente. No entanto, muitos ficam espantados quando falamos do “Pão-por-Deus” (que ignoram por completo). Como explica este desconhecimento de uma tradição tão enraizada na nossa cultura e ao mesmo tempo tão desconhecida, face a uma outra “importada”?

Podem ser várias as causas. Entre estas, o facto de muitos dos nossos alunos não terem grandes ligações à vida na aldeia e de muitos outros serem filhos de pais que têm culturas diferentes: Africana, Asiática ou da Europa de Leste, por exemplo.

– Obrigada pela sua disponibilidade, Professora!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s