INGLÊS NO 1.º CICLO – PORQUÊ?

                      

Os desafios da actual sociedade da informação implicam a necessidade do conhecimento e a capacidade de utilização da língua inglesa, língua de comunicação universal por excelência. O Inglês deveria, como tal, integrar o desenho curricular do 1.º Ciclo e ser frequentado por todos os alunos. Embora de oferta obrigatória, enquanto disciplina extracurricular, não é de frequência obrigatória. Os números divulgados apontam para uma grande maioria de crianças a optar pela frequência do Inglês. Contudo, há muitos pais que fazem a opção contrária. Assim, na entrada para o 2.º Ciclo, a maior parte dos alunos terá aprendido Inglês no 1.º Ciclo, enquanto outros, na mesma turma, iniciam a sua aprendizagem no 2.º Ciclo, dualidade que provocará disparidade de conhecimentos e repetição da iniciação para todos.

No sentido de evitar esta discrepância em termos das aprendizagens, os pais/EE devem inscrever os seus filhos nas aulas de Inglês.

A investigação, além disso, defende que a aprendizagem precoce de uma língua estrangeira (LE) é um processo com elevadas implicações no desenvolvimento cognitivo e afectivo das crianças, como tal, benéfico para as crianças. Alguns pais, com base nas suas crenças pessoais sobre o processo de aprendizagem, julgam que aprender uma LE paralelamente à aprendizagem da língua materna, poderá interferir negativamente neste processo. Contudo, estas concepções não coincidem com as conclusões da investigação científica. Se o aluno frequentou as aulas de Inglês no 1.º Ciclo, então está apto para receber os novos conhecimentos, pois o que aprendeu no 1.º Ciclo proporciona ao aluno, no 2.º Ciclo, os conhecimentos prévios requeridos para que as aprendizagens sejam significativas e a informação se torne, deste modo, em conhecimento. Sem conhecimentos prévios, a aprendizagem formal a partir do 2.º Ciclo tornar-se-á mais morosa e apresentar-se-ão mais dificuldades aos alunos.

Temos esperança de que, muito em breve, os programas do 2.º Ciclo sejam alterados e articulados com as aprendizagens do 1.º Ciclo, e a disciplina assuma um carácter de obrigatoriedade no sentido de proporcionar a todos os alunos as mesmas oportunidades de acesso ao conhecimento, combatendo, deste modo, as desigualdades escolares provocadas pelo actual modelo (Programa de Generalização do Ensino do Inglês no 1.º Ciclo).

                                       O Departamento de Línguas

                                              8 de Março de 2010

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s