Comemorações do Dia da Poesia

Poesia no estendal

.

O grupo de professores de Língua Portuguesa comemorou este ano o Dia da Poesia  com uma atividade de planificação, produção e aperfeiçoamento de textos poéticos, em paralelo com o tratamento dos conteúdos programáticos inerentes a este tipo de texto. Os alunos realizaram oficinas de escrita onde aprenderam a difícil arte da comparação ou da metáfora, mas sobretudo a arte de saber traduzir em palavras o que vai no coração. Os trabalhos realizados, alguns dos quais publicamos abaixo, encontram-se expostos no recreio da escola, num estendal  de poesia que balança ao vento: frases poéticas, pensamentos, acrósticos, poemas visuais,  versos rimados ou soltos, com a poesia do momento na paisagem suburbana.

 Estendal de poesia

Poesia sobre a mesa

 .

A poesia sobre a mesa (Curso EFA)

Poesia suspensa no teto

 

 

A comunidade educativa acabaria por ser afetada por este aceno da primavera e da poesia, tendo o Mouro recolhido também  textos poéticos de duas funcionárias, os quais publicou abaixo, com muito orgulho. Além disso, e como a poesia não tem idade nem perfil, professores, alunos e funcionários participaram num Sarau de Poesia que se realizou ontem, pelas 21 horas no Auditório Municipal do Cacém.

 

Poesia na voz

.

Atuação dos alunos do Clube de Música da EBPAN

Música e Poesia no Sarau de ontem

A poesia (cantada) pela voz da professora Cristina Pereira

Um poema de Paulo Guerra sobre o Sarau de Poesia

Olhos da Alma

Com toda a sinceridade

Fiquei surpreendido…

Espero que deste espetáculo

Nada seja parecido.

Professores e pais,

Alunos e funcionários.

Durante mais de uma hora

Esquecemos os problemas vários.

Bonitas sensações senti

Muitas imaginei…

De forma diferente vi

A ouvi-los me arrepiei.

Palavras leva-as o vento…

Desta vez sem razão.

Ficaram-me no pensamento

Poesia, música e canção.

Com os Olhos da Alma, imaginei o Titanic…

Que neste caso não foi ao fundo.

Brilharam pequenas estrelas

Que poderão ser grandes no mundo.

Ouvi grandes músicas,

imaginei várias danças,

Declamaram-se poemas

Por adultos e crianças.

Com Eugénio de Andrade

E outros poetas mais.

Festejou-se a Primavera e a Poesia

Com poemas originais.

Com o poema “Presta atenção” e “Perdidamente”

Fiquei arrepiado…

No campo, imaginei as ovelhas,

Logo apareceu o guardador do gado.

Ouvi bonitas vozes, imaginei rios e flores…

Melodiosos instrumentos que tocaram tons de várias cores…

Isto foi o que senti

Sensações de um invisual.

Obrigado por me terem convidado

Para um espetáculo original.

Paulo Guerra

2 responses to “Comemorações do Dia da Poesia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s