Biografia de Isabel Alçada

Isabel Alçada nasceu em Lisboa a 29 de Maio de 1950, filha mais velha de uma família maioritariamente feminina.  O seu pai era quem convidava os amigos, organizava passeios, jogos, piqueniques, viagens. Era também o grande contador de histórias, um permanente estímulo intelectual para as três filhas. A infância e juventude de Isabel Alçada decorreram num ambiente caloroso e feliz.

Foi aluna do Liceu Francês Charles Lepierre, onde concluiu o Ensino Secundário.

Licenciou-se em Filosofia na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Ainda estudante, casou, teve uma filha e começou a trabalhar na Psicoforma – Centro de Formação e Orientação Profissional.

Concluído o curso, ingressou na Direcção-Geral de Educação Permanente do Ministério da Educação, de onde transitou para o Secretariado da Reestruturação do Ensino Secundário em 1975/1976.

 Em Setembro de 1976 iniciou a actividade de docente como professora de Português e História do 2º ciclo. Nesse mesmo ano fez o Estágio Pedagógico na Escola Preparatória Fernando Pessoa, em Lisboa, sendo convidada no ano seguinte para trabalhar na Formação de Professores como orientadora de estágio. Nessa qualidade participou em diversos cursos e seminários sobre a didáctica da História realizados no País e no estrangeiro. Mais tarde desempenhou funções no Conselho Directivo da sua escola, acumulando com um cargo na direcção do Sindicato dos Professores da Grande Lisboa.

Nos anos lectivos de 1982 e1983 fez o Mestrado em Ciências da Educação pela Universidade de Boston, passando a trabalhar no Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério de Educação.

A partir de 1985 integrou o quadro de professores da Escola Superior de Educação de Lisboa, onde continua a leccionar, acumulando o ensino com a coordenação da Biblioteca – Centro de Recursos.

Em 1987 foi convidada pela Comissão da Comunidade Europeia para integrar uma equipa de especialistas europeus em formação de professores. Efectuou a preparação do doutoramento em Ciências da Educação na Universidade de Liège.

No ano lectivo 1995/1996 foi nomeada pelo ministro da Educação coordenadora do grupo de trabalho encarregado de conceber a rede de bibliotecas escolares, e no ano lectivo de 1996/1997 foi nomeada para coordenar a equipa encarregada de estudar a problemática do livro escolar. Em Janeiro de 2001 assumiu o cargo de Administradora da Fundação de Serralves, em regime de voluntariado.

Paralelamente à actividade no domínio da educação, estreou-se como escritora de livros infanto-juvenis em parceria com Ana Maria Magalhães em 1982. Dessa parceira resultaram mais de cinquenta títulos da colecção Uma Aventura, também adaptada à televisão e ao cinema.

Os seus livros, que marcaram uma viragem na história da literatura infantil portuguesa, reflectem a longa e rica experiência educativa, são eco de uma infância e juventude particularmente felizes e traduzem o seu enorme talento para comunicar com os mais novos.

Em 2009 foi nomeada como Ministra da Educação.

Trabalho realizado por: Luís Santos nº17, 6º 7ª

Disciplina: Português

Docente: Maria José Pires

Ano Lectivo 2009/10

Bibliografia

Anúncios